PORTAL DO ALUNO:  PAIS E ALUNOS  /  PROFESSORES

Fundadora das Irmãs de Nossa Senhora da Imaculada Conceição de Castres

Irmãs Azuis 

 

 

     Nasceu em Tolouse, sul da França a 9 de março de 1811. Terceira filha dos Marqueses de Villeneuve, Emilie teve uma infância cercada de conforto e de carinho no castelo de Hauterive, onde cresceu recebendo uma educação fundamentada nos valores Evangélicos, sobretudo na caridade para com os mais pobres.

      Desde cedo, tornou-se catequista. Era sensível às necessidades das crianças, adolescentes, doentes, idosos de sua comunidade. Mantinha-se sempre atualizada sobre a situação social, política e religiosa de seu país. Era uma mulher lúcida, crítica e empreendedora que se destacava das mulheres de sua época.

      A 8 de dezembro de 1836, Emilie e mais duas companheiras fundam a Congregação, sob o olhar de Nossa Senhora da Imaculada Conceição.

      Iniciou sua obra com um ateliê de costura acolhendo adolescentes e jovens marginalizadas. No início, teve muitas dificuldades, mas Emilie tinha um coração grande para com os pobres e um ardente desejo de ser missionária. Já, em 1848, enviou as primeiras irmãs missionárias para Dakar, na África.

     A 2 de outubro de 1854, aos 43 anos de idade, Emilie morre, vítima de uma epidemia de cólera.

Emilie nos deixou muito jovem, fez de sua vida um dom de amor a Deus e ao próximo.

   No dia 17/05/2015, é canonizada pelo papa Francisco tornando-se Santa Emilie de Villeneuve